10 Filmes e séries pra assistir chapado

Esse post tem o selo Proed

Não, pera….

10 – Rick e Morty

Rick é um cientista que tem um conhecimento avançado pra viajar intergalaticamente, e seu amiguinho Morty sempre dão uns role m-a-l-u-c-o-s. Realidades paralelas, pizzas que falam.. a serie é bizarramente divertida.

 

Leia Também:Mas afinal, por que The Umbrella Academy é tão diferente?

09 – Dr. Strange/Doutor Estranho

Dimensão espelhada? Dimensão negra? E aqueles prédios se movimentando gente…
Quando o Doutor Estranho chegou às telonas, muito se falou sobre a direção de arte. E, é claro, não teve como não relacionar a uma viagem de acido. Estrelado por Benedict Cumberbatch o longa é um filme de introdução do super-herói no universo Marvel, altamente deslumbrante:

08 – Fear and Loathing in Las Vegas/Medo e Delírio

Se esse filme não foi feito especialmente pra isso, olha..
O longa é da época em que a gente considerava o Johnny Depp um cara legal. Dirigido por Terry Gilliam, o filme basicamente mostra a confusão de estar… alterado. Tem o Tobey Maguire aparecendo de graça no meio do deserto pra pedir carona, uma cena com zoológico de répteis… E tudo isso com os movimentos de câmera que te passam a sensação de estar dentro do filme. Fica aí essa dica…

 

Leia também: Chega de correr, gritar e cair: Verdadeiras protagonistas femininas do Terror

07 – That ’70s Show

Na verdade, o título dessa matéria só é esse por causa dessa série. Sim, ela mesmo… That’70s Show! Era impossível fazer essa lista sem citá-la. Com uma dose de humor psicodélico e referências nerds dos anos 70’s, é impossível não assistir à série e não se imaginar no subúrbio de Green Bay, sentado no porão e fazendo parte dos ‘círculos.’

06 – La science des rêves/Sonhando Acordado

Filminhos franceses, né gente? Uma fofura. E ainda tem um elenco que…
Stephane (Gael García Bernal s2) é um grande sonhador e, como todo sonhador, mistura fantasia com a realidade. Ainda vai e conhece a Stéphanie (Charlotte Gainsbourg s2) e, a partir daí, é só loucura. Vá se preparado e aprecie a ‘viagem’.

05 – The Congress/O Congresso Futurista

O que dizer de um filme que Robin Wright, interpreta… Robin Wright?!?!
Pois bem, o congresso futurista é uma brisa das grandes, e boa parte dele se passa em uma realidade cibernética, feita em desenho, que é fabuloso de se ver. O longa ainda traz reflexões pesadas sobre a sociedade e a própria Hollywood.

04 – O Grande Lebowski

I’m the dude! Jeff Lebowski é um maconheiro niilista desempregado, que só consegue se manter em confusão (sobe o anúncio da Sessão da Tarde, galera!). O filme é muito engraçado, e tem cada cena… É impossível não viajar junto com os protagonistas (e coloca viajem nisso, parça). Pra mim, esse é o melhor filme dos irmãos Coen. E se você não conhece a filmografia deles, esse é um dos que mais indico pra começar: daquele jeito.

03 – 2001: A Space Odyssey/2001: Uma Odisseia No Espaço

Um clássico desses né, bicho? Primeiro eu queria dizer que se você não assistiu a esse filme sobre circunstâncias ‘normais’, primeiro o faça e, depois, só depois, assista sob efeitinhos. Dirigido pelo mestre Kubrick, o longa não é lá de agradar todo mundo, na época do seu lançamento, inclusive, há boatos que o filme só rendeu algum lucro porque alguns jovens iam ao cinema pra assistir sob… “efeitos”.

02 – Alice In Wonderland/Alice No Pais Das Maravilhas

É sempre hora do chá… – disse o Chapeleiro.
Ah, Lewis Carroll… Aquela cena da lagarta fumando narguilé em cima do cogumelo, meu filho! Sem falar naquela larica da Alice, que vira e mexe tá comendo alguma coisa que faz ela crescer ou diminuir.
Liga a tv, prepara a seda e deixar rolar, a sensação vai ser incrível.

01 – Enter The Void/Viagem Alucinante

ALERTA DE BAD TRIP!
Em primeiríssimo lugar porque: você não precisa de nada além pra ficar alterado durante esse filme. Dirigido pelo polêmico Gaspar Noé, o longa beira o perturbador, tem uma linha tênue entre o sobrenatural e a realidade brutal. Entramos na mente do protagonista literalmente Oscar, com uma câmera subjetiva e que molda o ar do filme, como uma perspectiva alucinante. É desconfortável, é esquisito e… incrível.

Avaliação do Cinéfilos Anônimos
Avaliação dos Visitantes do site
[Total: 597 Média: 2.8]

Estudou produção audiovisual e fotografia. O pai era um tira e a mãe uma hippie. É obcecada por paletas de cores e assiste qualquer filme se tiver a Amy Adams no elenco. É um vyado com y e a maior fã de pagode anos 90 desse brasil.