Crítica: CoroNation é uma forma de ver a pandemia na sua origem.

Esse documentário relata o dia-a-dia na cidade de Wuham e Dubei na China desde a notificação do primeiro caso confirmado do novo coronavírus em dezembro de 2019 até agosto de 2020. Nesse período podemos acompanhar diversos pontos de vista a respeito de uma pandemia criada por um vírus completamente novo no mundo. Os cinegrafistas acompanharam médicos durante suas jornadas em hospitais de campanha, e mostraram como a vida do cidadão chinês foi afetada diretamente pelo vírus, e como a economia e a sociedade foi controlada pelo governo comunista.

Quatro pontos de vista da COVID-19.

Foram vários dias destacando quatro histórias de pessoas reais sobre o mesmo cenário caótico. Entre eles estava um médico dentro de um hospital de campanha, um operário civil de outra cidade que não conseguia voltar para casa por conta da burocracia na cidade de Wuham. Uma senhora defensora do partido comunista que tenta dar lições de moral ao neto cinegrafista. E um senhor que perdeu um parente pela Covid-19 mas não conseguia obter os restos mortais para um funeral adequado.

Os pontos de vista levantados mostram um partido comunista preocupado com a imagem negativa que uma notícia como essa causaria no mundo todo. Mas também mostra o respeito que o povo tem pelo governo.

Uma cidade fantasma completamente paralizada pelo vírus.

Pouca trilha sonora aumenta o clima de tensão.

Mesmo não tendo uma trilha sonora musical, eles conseguem destacar detalhes de sons importantes para cada momento, dando o clima adequado e a sensação de claustrofobia e insegurança com a pandemia em determinados instantes. A maioria das cenas foram gravadas por celulares, mas havia cenas externas de sobrevoo mostrando uma cidade fantasma sem movimento e sem vida no início do caos e como ela tem voltado de forma gradativa a sua beleza apesar dos novos cuidados terem se tornado constantes.

Aos poucos, as cores vão retornando.

Documentário feito por diretor experiente.

O diretor, é o especialista em documentários Weiwei Ai, que desde 2004 já produziu mais de 15 documentários. O trabalho consegue mostrar a sensação popular a respeito da manupulação de número do governo, mas enfatiza o respeito geral do povo que não precisou se preocupar com seus empregos durante a pandemia que deixou todos em casa.

Vale a pena ver esse filme por vários motivos. Tanto para conhecer um pouco da cultura chinesa, quanto para conhecer a cidade onde tivemos a primeira confirmação de infecção pelo SARS-CoV-2.

Coronation – 2020 – China (mandarim) – 1h53m
Clique aqui e receba as nossas críticas direto pelo Whatsapp.

Avaliação do Cinéfilos Anônimos
Avaliação dos Visitantes do site
[Total: 0 Média: 0]

Crítico de formação livre pela Casper Líbero. Músico baterista, que trabalha com tecnologia, leitor de quadrinhos de heróis e livros de ficção. Como fã da série Star Trek busca analisar e escrever suas críticas com a coerência e a ética dos capitães das naves da Federação dos Planetas Unidos. Vida e longa e próspera a todos.