Crítica: O Nariz ou a Conspiração dos Dissidentes, é uma animação musical bem humorada e rica de cultura russa.

Uma animação de altíssimo nível cultural que usa como enredo a ópera O Nariz escrito por Nikolai Gógol em 1836 e a música homônima de 1920. É extremamente rico de referências históricas da cultura russa e nomes conhecidos da época do totalitarismo de Josef Stalin.

Essa animação certamente teria sido censurada na época em questão. Mesmo assim, o diretor Andrey Khrzhanovsky manteve o cuidado de manter as críticas em tom humorístico como se o ditator Josef Stalin estivesse ainda ativo nos dias de hoje.

Josef Stalin está caricaturizado nessa animação.

Animação de Recortes é a base do longa metragem.

Várias técnicas foram utilizadas nessa animação, desde desenhos em aquarela até a técnica de recortes que toma a maior parte do longa. A técnica de recortes consiste em criar personagens usando recortes e suas artilações também ser conseguida usando recortes.

O diretor mostra parte do processo de criação da animação em cenas que fariam transições de histórias. O filme mistura, portanto, cenas com pessoas e cenas animadas com desenhos e recortes. E podemos dividir a obra em duas partes. A primeira apresenta a ópera em sua momento histórico e seus autores, e na segunda metade vemos a animação caricata de Josef Stalin assistindo e comentando a ópera.

Trilha sonora e efeitos sonoros perfeitamente executados.

Com a ópera muito bem executada, a trilha sonora ficou exemplar. Mesmo com algumas interferência dos personagens secundários, o fundo musical continua sendo a ópera O Nariz. Os efeitos sonoros são fundamentais e se encaixam perfeitamente na edição. Não é muito comum vermos uma animação de recortes, e é menos comum ainda, vermos uma ópera em animação de recortes. Só por isso já teríamos bons motivos para ver o filme.

Apesar de muito bem humorado, a obra não perde a oportunidade de criticar o regime totalitário. As críticas são sutis a partir da segunda metade, mas ganham força nos minutos finais.

Posso estar enganado, mas acredito que merece uma indicação ao Oscar de 2021.


Nos ili zagovor netakikh (2020) – Rússia – 1h 29min
Esteve na 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo
Clique aqui para receber as críticas no seu Whatsapp.

Avaliação do Cinéfilos Anônimos
Avaliação dos Visitantes do site
[Total: 1 Média: 5]

Crítico de formação livre pela Casper Líbero. Músico baterista, que trabalha com tecnologia, leitor de quadrinhos de heróis e livros de ficção. Como fã da série Star Trek busca analisar e escrever suas críticas com a coerência e a ética dos capitães das naves da Federação dos Planetas Unidos. Vida e longa e próspera a todos.