O Primeiro Homem

Crítica | O Primeiro Homem mostra que pisar na lua não foi a tarefa mais difícil da jornada.

A corrida espacial iniciada na Guerra Fria está completando 50 anos e para comemorar você pode ver a história de Neil Armstrong que foi O Primeiro Homem a pisar na Lua. Apesar da épica frase dita pelo próprio Armstrong ao pisar na Lua, o primeiro passo não foi um passo tão pequeno assim. Se olharmos somente o instante do toque do calçado humano na Lua podemos até considerar um pequeno passo para o homem e um grande salto para a humanidade. Mas se olharmos toda a jornada pela qual o jovem Neil Armstrong passou até conseguir estar em solo lunar teremos uma história incrível que serviu de roteiro para O Primeiro Homem.

 

A história inicia quase 10 anos antes da viagem da Apollo XI. E já mostra um Neil Armstrong (Ryan Gosling) trabalhando como piloto de testes de cápsulas que se aproximam da atmosfera da Terra. Neil já era o marido de Janet Armstrong (Claire Foy) e pai dedicado de Eric, Karen e Mark. E essa relação entre trabalho e família nem sempre gerava momento felizes. A história de vida da família Armstrong não foi nada fácil pois sua filha Karen tinha uma doença grave e todo o drama vivido ficou bem relatado no filme de Damien Chazelle (que também dirigiu LA LA Land).

Procure o cinto de segurança na sua poltrona do cinema.

Como acontece em diversos filmes que falam do espaço, os efeitos especiais são muito bem trabalhados. Aqui existe um cuidado para captar as reações que os pilotos estão sentindo dentro de seu cockpit. Então, o espectador não preparado pode sentir alguma tontura ou vertigem durante os testes de resistência dos futuros astronautas. Aconselhamos não ficar de pé se estiver vendo em uma tela muito grande, pois a câmera gira muito rapidamente mesmo.

A Física como se deve ser ensinada.

A maioria dos perigos que a carreira de astronauta traziam há 50 anos são exibidos no filme. E você vai se impressionar com a quantidade de perigos que essa profissão continha. Encontrar profissionais obstinados em conseguir uma vaga de piloto espacial em plena guerra fria não era uma tarefa fácil.

Além de ser muito difícil achar candidatos, os testes extremos eram filtros ainda maiores para novos pilotos. Você pode achar impossível de se ter uma máquina como aquela usada no filme para os testes. Mas a pesquisa foi cuidadosamente feita pela direção e tudo ficou perfeitamente verossímil do ponto de vista da física.

Atenção para a ausência de som no espaço, pois o som não se propaga no vácuo.

Pegada Lunar

Quanto tempo o Primeiro Homem ficou na lua?

O filme tem mais de 2 horas, mas a parte em que o trio formado por Neil Armstrong, Buzz Aldrin (Corey Stoll) e Mike Collins (Lukas Haas) fica na lua não consome 15 minutos do filme. Até porque todos já conhecem as cenas em preto e branco da nave pousando em 1969. Agora você vai ver tudo em cores e Full HD.

Apesar da curta passagem na Lua, o enredo tem o seu ponto mais alto exatamente aí. Tanto pela distância de 384.400km da Terra até a Lua (nada ocorre no filme que seja mais alto que isso), quanto por ser o instante mais importante da jornada de Neil Armstrong.

 

Esse filme concorre a quatro estatuetas no Oscar 2019, incluindo o de Efeitos Visuais. Veja todos os concorrentes ao Oscar 2019.

 

Acesse o grupo do Whatsapp que traz as críticas assim que forem publicadas.

 

Trailer:

Avaliação do Cinéfilos Anônimos
Avaliação dos Visitantes do site
[Total: 1 Média: 2]

Professor de exatas e músico baterista, sempre trabalhou com tecnologia como desenvolvedor. Leitor de quadrinhos de heróis e livros de ficção. Como fã da série Star Trek absorveu a lógica do Sr Spock e muito do comportamento social presente nos capitães das naves da Federação. Vida e longa e próspera a todos.