Filmes com “mestres” da sétima arte que você precisa assistir

Compartilhe

Porque aqueles que contribuíram para o seu conhecimento também merecem homenagens no cinema!

Seja você um professor de história, fotografia, música ou pintura, ter o dom de ensinar e compartilhar o seu conhecimento com outras pessoas é um ato admirável quando feito com amor.

Esta lista vai tanto para os apaixonados por esta profissão, aos que são gratos pelos docentes que fizeram a diferença em suas vidas ou simplesmente para quem curte um bom filme com “mestres” da sétima arte!

 

Escola de Rock (2003)

E por que não começar pelo roqueiro que é demitido da própria banda?!
Na comédia de sucesso de 2003, Jack Black é Dewey Finn, um roqueiro atrapalhado que tenta trabalhar como professor de música numa rígida escola particular. Sua paixão pelo rock irá despertar nos alunos o interesse pelo ritmo.


Sociedade dos Poetas Mortos (1989)

Sim, este é aquele clássico que não poderia faltar nesta lista!!!
Na trama, Robin Williams dá vida ao professor John Keating, um ex-aluno da Welton Academy que decide quebrar as regras ortodoxas da escola, desafiando o pensamento crítico dos alunos e os inspirando a entender literatura e poesia. Keating apresenta para a classe a história da “Sociedade dos Poetas Mortos” e os encoraja a sair de uma posição passiva e a questionarem e pensarem por si próprios, perseguindo seus interesses e vocações.


A Onda (2008)

Ok, este definitivamente não é um filme com um professor para se admirar…
Mas é um drama obrigatório na lista de qualquer cinéfilo!

Em uma escola da Alemanha, o professor Rainer Wenger (Jürgen Vogel) é colocado para dar aulas sobre autocracia, ainda que contra sua vontade. Após alguns minutos de sua primeira aula, ele decide exemplificar melhor aos alunos, formando um governo fascista dentro da sala. Eles dão o nome de “A Onda” ao movimento, e escolhem um uniforme e uma saudação. A situação piora quando os alunos começam a propagar “A Onda” pela cidade, tornando o projeto da escola um movimento real. Quando as coisas começam a ficar sérias e fanáticas demais, Wenger tenta acabar com tudo, mas aí já é tarde demais.


Escritores da Liberdade (2007)

Baseado no aclamado best-seller “O Diário dos Escritores da Liberdade”, Escritores da Liberdade traz Hilary Swank como Erin Gruwell, uma professora que vai parar numa escola corrompida pela violência e tensão racial e luta para combater um sistema deficiente e fazer a diferença na vida dos estudantes. Contando e ouvindo suas próprias histórias, uma turma de adolescentes criados no meio de tiroteios e agressividade passa a descobrir o poder da tolerância e a dar um novo rumo às suas vidas. Um drama emocionante e inspirador!


Mentes Perigosas (1995)

Quem conhece a canção “Gangsta’s Paradise” do rapper americano Coolio sabe muito bem de que filme estamos falando. Mentes Perigosas é um filme norte americano dirigido por John N. Smith (Um Lugar Seguro – 1999), que tem a canção do Coolio como tema do mesmo, retrata a dura realidade de alunos de baixa renda que convivem com a violência e a rebeldia diariamente. Com Michelle Pfeiffer como protagonista, o longa conta a história de uma ex-oficial da marinha que decide abandonar a vida militar para se tornar uma professora de inglês que tenta utilizar métodos pouco convencionais (como aulas de karatê e até músicas de Bob Dylan) para ter a atenção da sua classe em uma “típica” escola americana, pobre e violenta, com alunos negros e latinos.


Claro que não podemos esquecer que professor não é apenas aquele “mestre” que está numa sala de aula, mas sim aquele que passa o seu conhecimento independentemente da forma, do lugar e da necessidade. Filmes como Karate Kid (ah, o senhor Miyagi), a saga Harry Potter (afinal é uma escola de bruxaria, não é?) e Matrix (Morpheus é o melhor professor da história, rs), por exemplo, mostram esse outro lado do conhecimento fora da sala de aula. Mas isso fica para uma próxima lista… 😉

 

 

Compartilhe

Jornalista e paulistana, apaixonada por São Paulo e por toda a cultura e o lazer que esta cidade oferece. Desde pequena admirada pela sétima arte e fascinada por sua evolução e sua influência na vida das pessoas das mais diversas culturas e classes sociais.