Momento Nostalgia | Desenhos animados que marcaram a nossa infância

Você que nasceu entre os anos 80 e 90, provavelmente, passava horas na frente da televisão assistindo desenhos animados nos canais abertos.

Eles fizeram parte de uma das melhores fases de nossas vidas, onde a nossa única preocupação era voltar da escola a tempo de assistir nossos desenhos favoritos.

Então, que tal relembrar as animações que marcaram a nossa infância?

Selecionamos 15 desenhos animados, transmitidos entre os anos 80 e 90 na TV aberta, para você embarcar conosco nesta viagem de volta ao passado. Confira:

 

1 – Caverna do Dragão

 Criado em 1983 / Emissora: TV Globo

Caverna do dragão contava a história de seis crianças que tentam voltar ao seu mundo após chegarem ao reino de Dungeons & Dragons em um passeio de montanha russa. A partir daí, os jovens passam por diversas aventuras tentando voltar para casa.

A série estreou no país em 1986, no programa Xou da Xuxa da Rede Globo. Em 1994, a sua terceira temporada começou a ser exibida no programa TV Colosso, com nova dublagem. Depois, foi reprisada em outros programas infantis da Globo, que nunca chegou a exibir a abertura da série.

 


2 – O Pequeno Urso

Criado em 1995 / Emissora: TV Cultura

O Pequeno Urso é uma série de desenho animado canadense, baseado na série Little Bear de livros escritos por Else Holmelund Minarik e ilustrado por Maurice Sendak. Sua estreia no Brasil foi em 1997, na TV Cultura, e retratava as aventuras de um ursinho muito curioso, que adorava brincar com seus amigos: Pata, Galinha, Gato, Coruja e a garotinha Emily, fora seus pais: o Papai-Urso e a Mamãe-Urso.

 


3 – Rugrats: Os Anjinhos

Criado em 1991 / Emissoras: TV Cultura, SBT e Globo

E quem não se lembra dos bebês que se metiam em confusão todos os dias? O desenho mostrava a vida vista pelos olhos dos bebês Tommy Pickles e Chuckie Finster, que se comunicavam entre si e entendiam o que os adultos falavam, e dos gêmeos Phil e Lil DeVille. Angelica Pickles, de três anos, era capaz de se comunicar normalmente com os bebês e com os adultos, habilidade que ela usava para tirar vantagem de ambas às partes.

 


4 – Ursinhos Carinhosos

Criado em 1985 / Emissora: SBT

Os Ursinhos Carinhosos surgiu em 1985 e veio para o Brasil em 1990 para aquecer o coração da criançada com muita fofura e diversão.

O desenho conta a história de uma família de ursos carinhosos que ajuda as pessoas a trocarem bons sentimentos e protege a Terra das sombras do mal e do temido vilão Coração Gelado, que tenta a todo custo acabar com o amor.

A origem da família está ligada à Ursa Fiel e ao Cavalo Nobre, de cujos corações repletos de bons sentimentos surgem os demais membros da família dos ursinhos, como seus primos: macaco, carneiro, coelho, pinguim, guaxinim, entre outros.

Os primos dos ursinhos geralmente habitam a Floresta dos Sentimentos, um lugar em que tudo lembra corações. A família conta com inúmeros membros, cada um com um símbolo na barriga, geralmente relacionado ao nome. Esse símbolo resume o poder dos ursinhos, que em situações de perigo atiram raios quentes repletos de sentimentos bons, sempre na forma do símbolo. Os símbolos também podem virar objetos específicos ou balões de aniversário, conforme a necessidade.

 


5 – Cãezinhos do Canil

Criado em 1985 / Emissora: SBT

Em 1985, a Hanna-Barbera fez um desenho animado baseado na moda. Personagens de desenhos animados incluíam o líder “Medroso”, a líder de torcida “Olhos Brilhantes”, a mãezona do grupo “Nose Marie”, o cientista maluco “Uivador” e um cãozinho filhote nomeado “Sonhador”, que está sempre “viajando” na imaginação.

Com 26 episódios, o desenho animado mostrava a saga desses cãezinhos para viver uma vida diferente e cheia de amor e amizade em sua casa subterrânea, fugindo das perversidades de Katrina Coração de Pedra e sua filha Brattina, as donas do canil que detestam cachorros.

 


6 – Corrida Maluca
Criado em 1968 / Emissora: SBT

Também produzido por Hanna-Barbera, Corrida Maluca estreou em 1968 e fez sucesso entre muitas gerações posteriores com seus 34 episódios. O desenho foi inspirado pelo filme “A Corrida do Século”, de 1965.

Com uma competição totalmente surreal e personagens carismáticos, o desenho continua em nossos corações até os dias de hoje. É aquela animação que nós adorávamos assistir, mesmo sabendo que o Dick Vigarista e seu cão Mutley tentariam trapacear e se dariam mal. Aliás, Dick é o único personagem que nunca ganhou uma corrida. E vale lembrar que ele foi um dos primeiros personagens a conversar com o narrador e com o espectador, recurso conhecido como a quebra da quarta parede.

 


7 – Dick Vigarista e Muttley

Criado em 1969 / Diversos canais

Baseado no filme “Esses Homens Maravilhosos e Suas Máquinas Voadoras”, de 1965, e na animação anterior “Corrida Maluca”, Dick Vigarista e Muttley mostrava as aventuras de Dick Vigarista e sua Esquadrilha Abutre, caçando freneticamente o pombo-correio Doodle, que levava mensagens secretas da resistência para os aliados durante a I Guerra Mundial.

Os membros da Esquadrilha Abutre eram Dick Vigarista, Muttley, Klunk e Zilly, além do General que comandava tudo à distância. Em cada sessão, havia um desenho intitulado de “Muttley, o Magnífico”, onde o cão mascote da Esquadrilha Abutre sonhava sempre em ser um grande herói, mas no auge do sonho era sempre acordado por Dick.

 


8 – Popeye

Criado em 1929 / Emissora: TV Globo

Em 1929, surge um personagem, criado pelo cartunista norte-americano Elzie Crisler Segar, que daria vida a histórias em quadrinhos, desenhos animados, filmes, games e até um parque temático.

Popeye é um marinheiro carismático que está sempre tentando proteger sua namorada Olívia Palito das garras de seu inimigo Brutus, que sempre se dava mal no fim dos episódios. Quando come espinafre, Popeye fica muito mais forte e confiante, podendo vencer qualquer desafio.

Popeye era tão popular nos Estados Unidos na década de 1930 que as vendas de espinafre aumentaram em 33%, transformando o vegetal na terceira comida mais popular, depois do sorvete e do peru.

 


9 – He-man

Criado em 1983 / Emissora: TV Globo

He Man é um espírito poderoso que se incorpora no jovem Adam, um príncipe que vive no planeta Etérnia – um mundo aparentemente medieval e cheio seres mágicos, mas repleto de tecnologias avançadas – e tem como objetivo salvá-lo do rei Randor. O personagem tem uma força que é impossível de ser medida e conquistou crianças do mundo todo por gerações.

Com duas temporadas de 65 episódios cada, de 1983 a 1985, a série é nitidamente direcionada ao público infantil. Seus episódios sempre terminavam com algum personagem contando aos espectadores a lição de moral que a história pretendeu transmitir.

Em 1985, a Filmation passou a trabalhar em outra série para o público infantil feminino, “She-Ra, A Princesa do Poder”, que teve 93 episódios em duas temporadas e contou com a participação especial de He-Man em diversos episódios.

 


10 – Cavaleiro dos Zodíacos

Criado em 1985 / Emissoras: TV Manchete e Band

Um dos animes mais amados do Brasil, Cavaleiro dos Zodíacos conquistou milhares de fãs desde a época da TV Manchete ao mostrar cinco guerreiros místicos chamados de “Cavaleiros”, que lutam vestindo armaduras sagradas baseadas nas diversas constelações que protegem cada um dos guerreiros. Os Cavaleiros têm como missão defender a reencarnação da deusa grega Atena em sua batalha contra outros deuses do Olimpo que pretendem dominar a Terra.

 


11 – Doug Funnie

Criado em 1991 / Emissoras: TV Cultura, SBT e Band

Como não se lembrar das aventuras e dos micos de Doug Funnie? Com 117 episódios, o desenho animado mostra um garoto de 11 anos que acaba de se mudar para uma nova cidade e, junto de seus amigos, vai atrás de grandes aventuras regadas de imaginação, com seu cachorrinho Costelinha e seu melhor amigo, Skeeter. Por um lado, Doug tinha uma paixão platônica por Patti Maionese, a garota loira e charmosa, e, por outro, tinha problemas com Roger, o valentão da escola.

 


12 – Dragon Ball Z

Criado em 1989 / Emissoras: Globo e Band

Dragon Ball Z é uma série de animação produzida pela Toei Animation e baseada na série de mangá Dragon Ball, escrita por Akira Toriyama. Dragon Ball Z corresponde aos volumes 17 ao 42 do mangá que foi publicado na revista Weekly Shonen Jump, de 1988 à 1995.

As aventuras de um poderoso guerreiro chamado Goku, seu filho Gohan e seus aliados, que se esforçam para defender a Terra das ameaças. Eles são auxiliados por um dragão que concede os desejos de quem quer que reúna as sete Esferas do Dragão.

 


13 – Os Flintstones

Criado em 1960 / Emissoras: TV Tupi, TV Excelsior, TV Record, Rede Globo e SBT

“Yabba dabba doo!”

Criado pelos estúdios Hanna-Barbera, Os Flintstones foram inspirados na sitcom The Honeymooners e na série curta-metragens de animação Stone Age Cartoons, produzida em 1940 pelo Fleischer Studios. Várias piadas de Stone Age são retomadas em Flintstones, como os jornais de pedra e o uso de animais como eletrodomésticos.

A série é construída como uma versão fantástica do passado remoto, com o uso da tração animal e outras tecnologias anteriores à era industrial, e materiais como peles, madeira e pedra, embora os humanos tenham hábitos semelhantes aos de uma família moderna do século XX. Nesse cenário anacrônico, o homem convive com dinossauros e mamutes.

Os Flintstones era, originalmente, uma série direcionada ao público adulto. Nos dois primeiros anos de produção, o desenho era fortemente ligado à marca de cigarros Winston, e as personagens apareciam fumando em anúncios publicitários. A série mudou seu público-alvo para os jovens e crianças a partir da terceira temporada, quando nasceu a personagem Pedrita. O principal patrocinador passara a ser a fabricante de sucos de uva Welsh’s, e os episódios adquiriram uma orientação mais familiar.

 


14 – Pica-Pau

Criado em 1940 / Emissoras: TV Tupi, TV Record, SBT e Globo

Quem não conhece o Pica-Pau? Um dos desenhos mais famosos da televisão brasileira, o Pica-Pau foi criado em 1940 pelo artista de storyboard Walt Lantz. No Brasil, começou a ser exibido na TV Tupi em 1950. Nessa época, os desenhos eram exibidos com a dublagem original (inglês) e legendado, pois a dublagem em português só surgiria em 1957.

Em seus primeiros desenhos animados, o Pica-Pau aparece como um pássaro louco, com uma aparência considerada grotesca. Porém, ao longo dos anos, ele sofreu diversas mudanças no seu visual, ganhando traços mais simpáticos, uma aparência mais refinada e um temperamento mais tranquilo.

 


15 – Looney Tunes

Criado em 1930 / Emissoras: Rede Excelsior, SBT e Globo

De 1942 até meados dos anos 60, Looney Tunes foi a série de desenhos animados mais popular nos cinemas dos Estados Unidos, sucedendo a Disney.

Seus personagens fizeram parte da infância de milhares de pessoas pelo mundo. Pernalonga é considerado um ícone cultural e já apareceu em filmes mais do que qualquer outro personagem de desenho animado. Outros personagens inesquecíveis são: Patolino, Ligeirinho, Frajola, Piu-piu, Vocó, Frangolino, Guaguinho, Taz, entre outros.

 


E a lista não para por aqui!

Essa foi a nossa seleção, mas nós ainda queremos saber sobre você, cinéfilo…

Quais desenhos animados marcaram a sua infância e ainda fazem muita falta?

 

 

Jornalista e paulistana, apaixonada por São Paulo e por toda a cultura e o lazer que esta cidade oferece. Desde pequena admirada pela sétima arte e fascinada por sua evolução e sua influência na vida das pessoas das mais diversas culturas e classes sociais.