Mas afinal, por que The Umbrella Academy é tão diferente?

Mais uma série sobre pessoas com poderes especiais ou The Umbrella Academy consegue ser mais do que isso?

Apesar de pouco conhecida, a adaptação da HQ chega a Netflix com muita força, qualidade e uma proposta nova para séries do gênero.

The Umbrella Academy personagens

1. The Umbrella Academy começa do nada

Ué, tem um macaco de terno?, essa moça é um robô?, mas e este rapaz na Lua assim? Pois é meus caros, com estes questionamentos e sem esperança de muitas respostas é que se inicia a nova série da Netflix, The Umbrella Academy, que é uma adaptação da HQ de mesmo nome e roteirizada por Gerard Way, vocalista do My Chemical Romance e desenhada pelo brasileiro Gabriel Bá.

The Umbrella Academy quadro elenco

A “Academia guarda Chuva” não tem a intenção de ser didática, de contar a história linear das coisas e muito menos explicar o mundo onde está, um mundo onde um grupo de crianças com poderes sobrenaturais existem e convivem em sociedade. A ideia de ir descobrindo ao longo dos episódios e a liberdade de não ter que gastar muito da trama justamente com histórias de origem, proporcionam uma liberdade imensa para que a história já possa ser desenvolvida logo de cara, que os conflitos sejam jogados na sua cara – descubra o resto sozinho, afinal, não temos leigos em origens de super heróis ou mutantes por aqui né?

2. Os Personagens

The Umbrella Academy cena da dança

Poucos minutos são necessários para que a identificação e empatia com os personagens seja concluída, o bizarro mundo de “aberrações” consegue conciliar a apresentação dos personagens e ao mesmo tempo revela sentimentos, ressentimentos e laços familiares, cada qual com sua personalidade. É incrível como mesmo durante a bagunça narrativa entre viagens no tempo, Apocalipses inevitáveis, matadores de aluguel e uma trama familiar, cada personagem consegue tempo suficiente para que o expectador consiga conhecer muito bem cada um, inclusive os vilões, inclusive os coadjuvantes dos vilões, tempo bem aproveitado.

3. Os Poderes

Olhando para The Umbrella Academy, o sentimento infantil das brincadeiras escolares de “que poder você gostaria de ter” parece dominante aqui, viajar no tempo, manipular pessoas, super força, virar um monstro ou super força, com certeza você já ouviu ou escolheu um desses. São poderes para alguns ainda em desenvolvimento, para outros uma maldição e por incrível que pareça, os poderes ainda conseguem ser quase um pano de fundo.

Poderes:

Nº 01 – Luther – A.K.A Spaceboy

Super Força, foi mandado a Lua por seu pai e não sabe o por quê, Luther é o líder do grupo, mas também foi o que mais conviveu com o pai e por isso nutre uma afeição e confiança em seus propósitos sem questionamentos.

Nº 02 – Diego – A.K.A Kraken

Habilidoso com facas e combate corpo a corpo, Diego é um justiceiro, um vigilante noturno e letal que segue suas próprias regras.

Nº 03 – Allison – A.K.A Rumor

Se ela disser “Eu ou vi um rumor que…” a coisa acontece, não importa o que seja, Allison se tornou uma atriz famosa de Hollywood, não sabemos se decorrente de seus poderes, mas imaginamos que sim.

Nº 04 – Klauss – A.K.A Séance

Fala com os mortos, vê os mortos, interage com os mortos, mas Klaus simplesmente morre de medo dos mortos, dependente químico, o nº04 é um dos personagens mais cativantes da série.

Nº 05 – O Garoto – A.K.A Nº 05

Viagem no tempo e espaço, o garotinho mais escroto, um matador habilidoso, um personagem que foi ao futuro e encontro algo que não deveria ter encontrado e viveu por mais de trinta e cinco anos neste futuro, mas voltou ao passado para salvar sua família e toda a humanidade.

Nº 06 – Ben – A.K.A  Morto

Sai um monstro de tentáculos de seu tórax e destrói qualquer coisa que estiver em seu caminho, infelizmente Ben se foi, não sabemos bem como, mas de todo modo, sentimos sua presença em diversos episódios.

Nº 07 – Vania – A.K.A Nada, nada mesmo, sério.

Vania é a única sem poderes, a irmã rejeitada que sempre viveu a margem dos super poderosos e preferidos de seus pais, seus irmãos se afastaram por causa que Vania escreveu um livro expondo os podres de sua família.

4. A Trama

The Umbrella Academy cena apocalipse

Após a morte do pai Sir Reginald Hargreeves, todos os números, quer dizer, filhos, se reúnem para o funeral e durante a cerimonia de despedida de suas cinzas, apesar dos ressentimentos, mas algo vem do futuro e a partir daí nada consegue ser como era antes.

Sustentar um roteiro com tantos núcleos de maneira interessante para o expectador não é tarefa simples, ainda mais em episódios que beiram uma hora de duração, mas as questões se entrelaçam entre pendências familiares, culpa, incompreensão, dependência, vícios, Apocalipse, futuro, passado, poderes e responsabilidades, uma salada ao estilo X-men sem a intenção de estabelecer mocinhos e vilões, eles podem ser os dois, dependendo do ângulo por onde se observa.

Interessante é tudo aquilo que causa interesse, que prende a atenção e que gera curiosidade e nisso a série consegue seu maior mérito, entre seus mistérios e seu desenvolvimento, cada degrau parece mais importante e unir essas peças é uma tarefa muito prazerosa.

5. Vilões

The Umbrella Academy Hazel and cHacha

A definição de Heróis e Vilões pode ser meio deturbada na série, o pai deles por exemplo, Sir Reginald Hargreeves, pode ser considerado um vilão por causa de suas ações e conduta; a fundação de controle do passado, podem ser considerada vilã ou heroína e os próprio matadores de aluguel, Hazel e Cha- cha, pod… não não, esses são vilões mesmo, divertidíssimos inclusive.

Ao melhor estilo de Jules e Vincent em Pulp Fiction, Hazel e ChaCha metem bala vestidos em seus ternos e gravatas, um alvo é um alvo, apesar da insatisfação com as condições trabalhistas, o importante é concluir a missão, ou talvez não, assistam.

6. Família

The Umbrella Academy family

Essa família é muito unida e também muito ajustada, brigam por qualquer razão, mas acabam pedindo perdão, não pera.

O mundo pode acabar, pode até ser culpa da sua família, alguns podem perder o controle, outros são pouco confiáveis, uns bonzinhos demais, outros manipuladores demais e alguns esquecidos, mas o sentimento predominante da série é o laço familiar, além dos poderes e de todas as tramas, The Umbrella Academy aprendeu a ser uma família, ainda que com graves problemas de relacionamento como qualquer outra, mas ainda assim uma família que nos força a torcer pelo melhor de cada um, sofrer suas dores e comemorar suas pequenas vitórias, um laço pouco explorado em qualquer outra obra do gênero.

7. Expectativas

Tudo sugere que a série terá sua continuação merecida, os ganchos são maravilhosos e chutar qual seria a trama de uma segunda temporada é um tiro no escuro, nos quadrinhos a família é obrigada a impedir a morte de Kennedy no passado, mas não sabemos se a série caminhará para este ensejo.

As principais dúvidas citadas no início deste texto permanecem, algumas já em desenvolvimento, outras um mistério fascinante a ser desvendado, como por exemplo toda a origem do Sir Reginald Hargreeves, o surgimento destas crianças e as tramas temporais.

Ansiosos estamos, ansiosos ficaremos, o fato é que agora existe algo tão cativante e de qualidade quanto as séries de Marvel e DC nas telinhas de todos os tamanhos, algo que vale muito a pena conferir!

The Umbrella Academy está disponível na Netflix

Avaliação do Cinéfilos Anônimos
Avaliação dos Visitantes do site
[Total: 39 Média: 3.7]

Apenas um homem que faz tudo pela "família", Publicitário, crítico de Cinema e fundador do Cinéfilos Anônimos, bom em fazer propostas irrecusáveis e Lasanhas bolonhesa.